(51) 3269.5000 / (51) 99939.9392 relacionamento@hospitalar-ats.com.br
[]
1 Step 1
Cadastre-se para receber nossa newsletter
Nome
Previous
Next

 

O que é a Febre Amarela?
A febre amarela é uma doença infecciosa aguda, não contagiosa, causada por um vírus e transmitida ao homem e primatas não humanos (macacos) pela picada de mosquitos infectados.

Como acontece a transmissão da Febre Amarela?
A transmissão da Febre Amarela pode ocorrer de duas formas: silvestre e urbana. A manifestação clínica nos dois casos é exatamente igual, a diferença está nos vetores que transmitem o vírus, que no meio urbano é através da picada do mosquito Aedys aegypti, e no meio silvestre é transmitida pelo mosquito Haemagogus e Sabethe. Os macacos não são responsáveis pela transmissão da doença, muito pelo contrário: esses animais servem como guias para a elaboração de ações de prevenção. A doença é transmitida por mosquito. Os mosquitos se proliferam na água, e qualquer recipiente como caixas d’água, latas, vasos e pneus contendo água parada são ambientes ideais para que a fêmea do mosquito ponha seus ovos, de onde nascerão larvas que, após desenvolverem-se na água, se tornarão novos mosquitos. Por isso é muito importante não deixar água acumulada parada em recipientes destampados.

Quais os sintomas da Febre Amarela?
As primeiras manifestações da doença são repentinas: febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos por cerca de três dias. A forma mais grave da doença é rara e costuma aparecer após um breve período, quando podem ocorrer insuficiências hepática e renal, icterícia (olhos e pele amarelados), manifestações hemorrágicas e cansaço intenso. A maioria dos infectados se recupera bem e adquire imunização permanente contra a febre amarela.

Existe tratamento específico?
Não existe um tratamento específico, é apenas sintomático. Os pacientes que necessitarem de hospitalização devem ter uma cuidadosa assistência, permanecendo em repouso, com reposição de líquidos e das perdas sanguíneas, quando indicado.

Como se previne a Febre Amarela?
A principal forma de prevenção é por meio da vacinação, conforme orientação médica. Também se recomenda outras medidas de proteção como o uso de repelentes, uso de manga longa e calcas compridas, meias e sapatos fechados, mosquiteiros e telas nas janelas. Deve-se ter atenção às crianças menores de 9 meses de idade, pois não podem receber a vacina. Recomenda-se utilizar repelente de acordo com as orientações de faixa etária de cada produto.

Qual é a vacina oferecida pelo SUS e rede privada?
A vacina oferecida no Brasil pelo SUS é composta de vírus vivo atenuado, contendo subcepa 17DD do vírus da febre amarela, cultivado em ovos de galinha embrionados livres de germes patogênicos. É produzida no Brasil, pelo Laboratório Bio-Manguinhos, da Fundação Oswaldo Cruz/Fiocruz, do Ministério da Saúde, credenciado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Na rede privada a vacina oferecida é produzida pelo Laboratório Sanofi.

Quem não pode tomar a vacina?
• Crianças menores de 9 meses de idade.
• Mulheres amamentando crianças menores de 6 meses de idade.
• Pessoas com alergia grave ao ovo.
• Pessoas com HIV e que tem contagem de células CD4 menor que 350.
• Pessoas em tratamento com quimioterapia/ radioterapia.
• Pessoas portadoras de doenças autoimune.
• Pessoas submetidas a tratamento com imunossupressores (que diminuem a defesa do corpo).

O que é dose fracionada da vacina da Febre Amarela?
É a utilização de um quinto de uma dose padrão (0,5 mL) da vacina febre amarela, ou seja, 0,1mL. Retira-se do frasco da vacina uma dosagem menor do que habitualmente é utilizado. No entanto, a proteção e segurança da dose fracionada é a mesma do que a dose padrão. A dose fracionada é destinada apenas a moradores de 77 municípios dos estados da Bahia, do Rio de Janeiro e de São Paulo que terão campanha de vacinação. Nas outras áreas com recomendação da vacina são utilizadas a dose padrão. Contudo, os moradores dessas cidades que estão com viagem agendada para um país que exige o Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP) receberão dose padrão. Para isso, é preciso apresentar comprovante de viagem ao profissional de saúde do posto de vacinação.

Qual é a diferença da dose fracionada para a dose padrão?
A diferença está na dosagem e no tempo de proteção. Na dose padrão será aplicado 0,5 mL da vacina da febre amarela, enquanto da dose fracionada será aplicado 0,1 mL. O tempo de proteção da dose padrão é para toda a vida, já com a dose fracionada ela tem duração de pelo menos 8 anos. Estudos em andamento continuarão a avaliar a proteção posterior a esse período.

Qual a recomendação sobre a vacina da febre amarela para quem vai viajar?
Em casos de viagens nacionais ou internacionais, é preciso verificar se o destino exige a vacinação. Para viagens internacionais, verificar se o país de destino exige o Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP). Neste caso, em qualquer lugar do Brasil, procure um posto de vacinação e apresente o comprovante de viagem para tomar a vacina e dar início à emissão do certificado. A vacina deve administrada, pelo menos, 10 dias antes da viagem.

 

Ilda Feiden
Farmacêutica ATS
CRF/RS 14984

Fonte:
https://www.bio.fiocruz.br
http://www.blog.saude.gov.br
http://portalms.saude.gov.br
http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-49742016000300531

 

Share This